Informações

Seguro e exame médico desportivo

Seguro Desportivo

Todos os atletas do Clube de Ténis de Tavira estão cobertos por um seguro desportivo, que é efetuado no momento da inscrição como atleta federado (licença desportiva). Este seguro, realizado pela Associação de Ténis do Algarve, é de carácter obrigatório e é renovado anualmente.

Quais as coberturas do seguro?
A apólice de seguro garante as seguintes coberturas e capitais:

Morte ou Invalidez Permanente: 25.500€
Despesas de Tratamento e Repatriamente*: 4060€
Despesas de Funeral: 5000€

* Nota: A cobertura de despesas de tratamento está sujeita a uma franquia de 60€ por sinistro e por pessoa.

Como proceder em caso de acidente?

1. No momento em que se dirige a um serviço de saúde o sinistrado deverá indicar que está coberto por um seguro desportivo, mencionando o nº da apólice: 01045629. O sinistrado deverá, também, solicitar ao seu clube a Participação de Sinistro (download), que será preenchida pelo médico que o assistir no dia do acidente.

2. A participação deverá ser entregue no Clube de Ténis de Tavira, que por sua vez a enviará para a Associação de Ténis do Algarve. Esta participação tem de ser entregue no prazo de 8 dias.

3. As despesas efectuadas serão pagas pelo sinistrado, que deverá entregar os originais dos documentos comprovativos do pagamento ao Clube de Ténis de Tavira para efeitos de reembolso. As despesas de farmácia, relativas a quaisquer tratamentos, ou exames deverão ser acompanhadas da respectiva prescrição médica.

Para mais informações consultar:

https://www.tietennis.com/atalgarve

 


Exame Médico Desportivo

“Os exames médicos constituem um instrumento imprescindível para aferir a aptidão ou inaptidão dos praticantes desportivos para o desempenho da sua prática, representando um importante meio de triagem de determinadas patologias ou situações clínicas, principalmente na população jovem.

Neste quadro, o exame médico-desportivo torna-se obrigatório, em todas as situações e para todos os praticantes desportivos, árbitros, juízes e cronometristas filiados ou que se pretendam filiar em federações dotadas de utilidade pública desportiva.”

Fonte: Instituto Português do Desporto e Juventude